Nível e evolução da desigualdade dos gastos familiares no Brasil: uma análise para as regiões metropolitanas no período 1996 a 2003

Autores

  • Raul da Mota Silveira Neto Universidade Federal de Pernambuco
  • Tatiane Almeida de Menezes Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-41612010000200004

Palavras-chave:

desigualdade, gastos, consumo, índice de Gini

Resumo

A partir da utilização dos microdados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) dos biênios 1995-96 e 2002-03, o trabalho fornece evidências a respeito dos níveis e da evolução da desigualdade da distribuição dos gastos familiares per capita e da desigualdade da distribuição do consumo familiar per capita no Brasil metropolitano e a respeito da importância dos diferentes tipos de gastos familiares nas dinâmicas observadas. Os resultados, obtidos a partir de indicadores tradicionais de desigualdade e de análises de Dominância de Lorenz, apontam para importantes movimentos em termos de diminuição da desigualdade em ambos os tipos de gastos. Medida a desigualdade pelo índice de Gini, observa-se que a redução deste índice é afetada de forma significativa pelas dinâmicas dos gastos com Habitação, Higiene e Cuidados Pessoais e Vestuário, favoráveis à diminuição da desigualdade, e pelas as dinâmicas dos gastos com Educação, Saúde e Alimentação, favoráveis à desigualdade. Diferenças regionais são apontadas a partir das regiões metropolitanas de Recife e São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Araar, A.; Duclos, J-Y. DASP: Distributive Analysis Stata Package. User Manual.

Université Laval, PEP, CIRPÉE, Banco Mundial, 2007. Mimeo.

Barros, R. et al. Uma análise das principais causas da queda recente na desigualdade

de renda brasileira. Econômica, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, p. 117-147, jun. 2006.

Castro, J. A.; Vaz, F. M. Gastos das famílias com educação. In: Silv eira, F. et al. (Org.). Gastos e consumo das famílias brasileiras contemporâneas. Brasília: IPEA, 2007, v. 2, p. 77-104.

Cowel, F. Sampling variance and decomposable inequality measures. Journal of Econometrics, 42, p. 27-41, 1989.

Cowel, F. Measuring inequality. 2and ed. Hemel Hempstead: Harvest Wheatheaf, 1995.

Davidson, R.; Duclos, J-Y. Statistical inference for stochastic dominance and for measurement of poverty and inequality. Econometrica, v. 68, n. 6, p. 1435-1464, 2000.

Deaton, A. The analysis of household surveys: a microeconomic approach to development

policy. Baltimore: The John Hopkins University Press, 1997.

Diniz, B. P. C. et al. As pesquisas de orçamentos familiares no Brasil. In: Silveira, F. et al. (Org.). Gastos e consumo das famílias brasileiras contemporâneas. Brasília: IPEA, 2007, v. 2, p. 17- 74.

Duclos, J.-Y.; Esteban, J.; Ray, D. Polarization: concepts, measurement, estimation. Econometrica, 72, p. 1737-1772, 2004.

Duclos, J.-Y.; Araar, A. Poverty and equity measurement, policy, and estimation with DAD. Berlin; Ottawa: Springer; IDRC, 2006.

Ferreira, F.H.G. et al. Ascensão e queda da desigualdade de renda no Brasil. Econômica, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, p. 147-171, jun. 2006.

Hoffmann, R. Mensuração da desigualdade e da pobreza no Brasil. In: Henriques, R. (Org.). Desigualdade e pobreza no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA, 2000, p. 81-107.

Hoffmann, R. Decomposition of Mehran and Piesch inequality measures by factor components and their application to the distribution of per capita household income in Brazil. Brazilian Review of Econometrics, Rio de Janeiro, v. 24, n. 1, p. 149-171, maio 2004.

Hoffmann, R. Transferências de renda e a redução da desigualdade no Brasil e cinco regiões

entre 1997 e 2004. Econômica, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, p. 55-81, jun. 2006.

Jenkins, S.P. Accounting for inequality trends: decomposition analysis for the UK, 1971-1986. Economica, 62, p. 139-191, 1995.

Kakwani, N.; Neri, M.; Son, H. H. Pro-poor growth and social programmes in Brazil. In: Encontro Nacional de Economia. Anais do Encontro Nacional de Economia, Salvador, 2006.

Menezes, T. et al. Elasticidade renda dos produtos alimentares nas regiões metropolitanas

brasileiras: uma aplicação da POF 1995/1996. Estudos Econômicos, v. 37, n. 2, p. 329-352, 2007.

Soares, S. Distribuição de renda no Brasil de 1976 a 2004 com ênfase no período entre 2001 e 2004. Brasília: IPEA, fev. 2006a. (Textos para Discussão, n. 1166).

Soares, S. Análise de bem-estar e decomposição por fatores da queda na desigualdade

entre 1995 e 2004. Econômica, Rio de Janeiro, v. 8, n.1, p. 83-115, jun. 2006b.

Downloads

Publicado

2010-06-30

Edição

Seção

Não definida