Crime social, castigo social: desigualdade de renda e taxas de criminalidade nos grandes municípios brasileiros

Autores

  • João Paulo de Resende Universidade Federal de Minas Gerais
  • Mônica Viegas Andrade Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-41612011000100007

Palavras-chave:

Desigualdade de renda, Criminalidade, Segurança Pública

Resumo

A teoria econômica sugere que a desigualdade de renda contribui para o aumento da criminalidade. Esse resultado é observado em estudos nacionais que utilizam dados de taxas de homicídio. Na literatura internacional, no entanto, em que os trabalhos buscam desagregar os diferentes tipos de crimes, os resultados nem sempre são significativos. Este trabalho explora base inédita de dados de boletins de ocorrência da Secretaria Nacional de Segurança Pública para os municípios brasileiros com população superior a cem mil habitantes, o que permitiu a análise de diferentes tipos de crimes. Os resultados revelam que o efeito da desigualdade apresenta correlação positiva e robusta, principalmente para os crimes contra o patrimônio. Como esse tipo de crime responde pela grande maioria dos crimes registrados, a desigualdade de renda assume papel central como determinante da criminalidade urbana no Brasil, induzindo, nesse sentido, a substanciais perdas de bem-estar social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, M. V. E., LISBOA, M. B. Desesperança de vida: homicídio em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo: 1981 a 1997. Desigualdade e pobreza no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA, 2000.
BECKER, G. Crime and punishment: an economic approach. Journal of Political Economy, v. 76, p. 169 – 217, 1968.
BOURGUIGNON, F., NUÑEZ j. & SANCHEZ F. ‘What part of the income distribution does matter for explaining crime? The case of Colombia’, working paper n. 2003–04. Paris: Département et Laboratoire D’Economie Théorique et Appliquée (DELTA). 2003.
CANO, I., SANTOS, N. Violência letal, renda e desigualdade social no Brasil. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2001.
CERQUEIRA, D.; LOBÃO, W. Condições socioeconômicas, polícia e produção criminal. Rio de Janeiro: IPEA – Texto para Discussão nº 957, 2003.
DAHLBERG, M., GUSTAVSSON, M. Inequality and crime: separating the effects of permanent and transitory income. Working paper 2005:20. Department of Economics. Uppsala University, 2005.
DEMOMBYNES, G., ÖZLER B.. Crime and Local Inequality in South Africa. World Bank Policy Research Working Paper 2925. 2002.
EHRLICH, I. Participation in Illegitimate Activities: A Theoretical and Empirical Investigation, The Journal of Political Economy. Vol. 81, 521-565. 1973.
FAJNZYLBER, P., LEDERMAN D., LOAYZA, N. Crimen y violencia en America Latina. Alfaomega / Banco Mundial, p. 1-62. Colombia, 1998.
FREEMAN, R. B. Crime and the job market. NBER Working Paper 4910. 1994.
GUJARATI, D. N. Econometria Básica. Rio de Janeiro:Elsevier, 2006.
KELLY, M. Inequality and Crime. Review of Economics and Statistics 82(4): 530–539. 2000.
LEMOS, A. A. M., SANTOS E. P. F, JORGE, M.A. Um modelo para análise socioeconômica da criminalidade no município de Aracaju. Estudos Econômicos (IPE/USP). São Paulo: v.35, n.3, p.569 – 594. 2005.
MENDONÇA, M.; LOUREIRO, P.; SACHSIDA, A. Criminalidade e desigualdade social no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA – Texto para Discussão nº 967, 2003.
NEUMAYER, E. Inequality and violent crime: evidence from data on robbery and violent theft. Journal of Peace Research, vol. 42, no. 1, 2005, pp. 101–112. 2005.
OLIVEIRA, C. A. Criminalidade e o tamanho das cidades brasileiras: um enfoque da economia do crime. Universidade de Passo Fundo, Texto para Discussão No 14. 2005.
PUECH, F. Education, inequality and violent crime in Minas Gerais. CERDI-CNRS Université d`Auvergne. September 2005. Disponível em: http://ideas.repec.org/p/wpa/wuwphe/0509006.html
SALA-I-MARTIN, X. X.. I just ran four million regressions. NBER Working Paper 6252. 1997.
RESENDE, J. P. Crime social, castigo social: o efeito da desigualdade de renda sobre as taxas de criminalidade nos grandes municípios brasileiros. CEDEPLAR/UFMG. Belo Horizonte, 2007.
SOARES, R. R.. Development, crime, and punishment: accounting for the international differences in crime rates. University of Chicago, March 2000.

Downloads

Publicado

2011-03-30

Edição

Seção

Não definida