Soft power como estratégia de marketing: a manifestação da cultura pop japonesa no Brasil

Autores

  • Jaqueline Naomy Isshiki Universidade de São Paulo. Escola de Artes, Ciências e Humanidades
  • Silvio Yoshiro Mizuguchi Miyazaki Universidade de São Paulo. Escola de Artes, Ciências e Humanidades

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i36p59-70

Palavras-chave:

Soft power, Marketing, Governo Japonês, Cool Japan, Nation Branding

Resumo

O objetivo do artigo é verificar a utilização de Soft power como estratégia de marketing, e a manifestação da cultura pop japonesa no Brasil. Para tanto, o artigo conceitua Soft Power e sua relação com a estratégia de marketing de um país, conhecida como Nation Branding. Posteriormente, analisa-se a dimensão cultural do Nation Branding do Japão, e o desenvolvimento do projeto pelo governo japonês para a imagem da marca do país: o Cool Japan.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline Naomy Isshiki, Universidade de São Paulo. Escola de Artes, Ciências e Humanidades

Bacharel em Marketing pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo.

Silvio Yoshiro Mizuguchi Miyazaki, Universidade de São Paulo. Escola de Artes, Ciências e Humanidades

Professor Doutor de Economia na Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH-USP) e no Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Japonesa da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2016-03-07

Como Citar

Isshiki, J. N., & Miyazaki, S. Y. M. (2016). Soft power como estratégia de marketing: a manifestação da cultura pop japonesa no Brasil. Estudos Japoneses, (36), 59-70. https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i36p59-70

Edição

Seção

não definida