Processo de “amarelamento” das tradicionais religiões brasileiras de possessão - mundo religioso de uma Okinawana

Autores

  • Koichi Mori

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i18p57-76

Palavras-chave:

Contato cultural, etnicidade, religião de possessão, Mesa-Branca, Xamanismo-K/如 de Okinawa, imigração.

Resumo

Na década de 1950, foi iniciada a ressurreição das “religiões japonesas” no seio da comunidade nikkei (descendentes de japoneses) do Brasil. Esta ressurreição das “religiões japonesas’’ teve como condições a sensação de perda de sua pátria diante da derrota do Japão na II Guerra M undial,o desmoronamento da estrutura social simbólica sustentada pelo “simbolismo da veneração do imperador”,a fermentação da "consciência de pseudofamflia” que roí configurando o pensamento de residência permanente e definitiva neste País, e concretamente, com a vinda para o Brasil de novas seitas religiosas do Japão, e o culto ao antepassado, no lar, que tem muito a ver com estas religiões. Todos esses aspectos têm um direcionamento comum em abarcar o sistema de crença japonesa reinterpretado como sistema de símbolos representativos da niponicidade dos “japoneses que residem definitivamente no Brasil” Por outro lado, num direcionamento oposto, pode-se notar a construção de um mundo religioso pró­prio, modificando e reinterpretando o sistema de crença do Brasil, projetando-o sobre a sua etnicidade. Um desses casos é oda mulher de origem okinawana, Maria, fundadora do Centro Espirita Amor a Jesus. Esta tentativa é a de introduzir e situar “Okinawa” dentro do Brasil.O presente trabalho tem como objetivo descrever e interpretar o processo da experiência do contato com a cultura distinta por parte de um indivíduo que construiu um mundo religioso adequado a si próprio = à brasileira de origem okinawana, interpretando/modificando, a partir da sua etnicidade, um sistema de crença brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Mori, K. (1998). Processo de “amarelamento” das tradicionais religiões brasileiras de possessão - mundo religioso de uma Okinawana. Estudos Japoneses, (18), 57-76. https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i18p57-76

Edição

Seção

Artigos