Duas visões da liberdade: a orientalização e a orientalidade

Autores

  • Fábio Sadao Nakagawa Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Comunicação
  • Michiko Okano Universidade Federal do Estado de São Paulo
  • Regiane Miranda de Oliveira Nakagawa Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i31p45-62

Palavras-chave:

orientalização, orientalidade, Bairro da Liberdade, história da imigração, análise visual.

Resumo

O artigo trata da coexistência de dois processos de constituição do espaço comercial no Bairro Oriental da Liberdade. O primeiro, relacionado com a formação histórica dos imigrantes orientais na Liberdade e o segundo, associado à lógica hegemônica do mercado global. Denominamos tais processos, respectivamente, orientalização e orientalidade. Analisam-se as formas de visualidade dos estabelecimentos comerciais nestas duas áreas, da Rua Thomaz Gonzaga, a rua dos restaurantes japoneses e de algumas propostas do projeto de revitalização do bairro da Liberdade, o Caminho do Imperador, de 2008.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Sadao Nakagawa, Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Comunicação

Mestre e Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e Professor Adjunto da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Michiko Okano, Universidade Federal do Estado de São Paulo

Mestre e Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e Professora Adjunta de História da Arte da Ásia na Universidade Federal do Estado de São Paulo (UNIFESP).

Regiane Miranda de Oliveira Nakagawa, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Mestre e Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP e Professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC—SP).

Downloads

Como Citar

Nakagawa, F. S., Okano, M., & Nakagawa, R. M. de O. (2011). Duas visões da liberdade: a orientalização e a orientalidade. Estudos Japoneses, (31), 45-62. https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i31p45-62

Edição

Seção

não definida