Uma análise de valores estéticos japoneses do período Heian: Miyabi e Mono No Aware

Palavras-chave: valores estéticos, Japão, período Heian, Kokinshû, Budismo

Resumo

Este artigo dedica-se à análise de valores estéticos tradicionais japoneses, fundamentando-se em quatro elementos que, segundo Donald Keene, permeiam de forma geral as expressões artísticas japonesas, a saber: a simplicidade, a irregularidade, a sugestão e a perecibilidade. Foram examinados os seguintes valores estéticos, intimamente relacionados a esses quatro elementos, que se revelam como ideais ou qualidades essenciais na apreciação da beleza no Japão, sobretudo no período Heian: miyabi, ou refinamento e elegância da corte, que é observado sobretudo nos poemas incluídos na coletânea Kokinshû; e mono no aware, ou sensibilidade para com as coisas, valor que encontra na obra O conto de Genji sua expressão mais marcante.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-08
Como Citar
Sorte Junior, W. (2018). Uma análise de valores estéticos japoneses do período Heian: Miyabi e Mono No Aware. Estudos Japoneses, (40), 81-100. https://doi.org/10.11606/issn.2447-7125.v0i40p81-100
Seção
Artigos