[1]
V. Batista, Qualquer sílaba torta e seca feito um ramo (breve apresentação da poesia de Sakutarô Hagiwara), Estud. jpn., nº 20, p. 105-129, abr. 2000.