A expressão da criatividade na aprendizagem da leitura e da escrita: um estudo de caso

Autores

  • Luciana Soares Muniz Universidade Federal de Uberlândia
  • Albertina Mitjáns Martínez Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.1590/s1517-97022015041888

Resumo

O presente artigo tem por objetivo destacar as formas em que a criatividade se expressa na aprendizagem da leitura e da escrita da criança. Assume-se como referencial teórico a concepção de aprendizagem criativa desenvolvida por Mitjáns Martínez. Segundo essa concepção, os processos criativos emergem nos contextos de ação do sujeito, mediante recursos subjetivos constituídos historicamente e que se organizam no momento da ação concreta. A expressão desse tipo de aprendizagem tem se configurado pela personalização da informação, confrontação com o dado e pela geração, produção de ideias novas que vão além do que está posto. Adota-se como eixo norteador a pesquisa qualitativa, apoiada nos princípios da epistemologia qualitativa desenvolvida por González Rey, com opção pelo estudo de caso utilizando instrumentos abertos e semiabertos, tais como: dinâmicas conversacionais, observações, entrevistas como processo e diário de ideias. A investigação foi desenvolvida em uma escola da rede pública, com alunos dos primeiros e segundos anos do ensino fundamental, na qual acompanhamos os aprendizes por dois anos consecutivos. Como conclusão, considera-se que a expressão da criatividade na aprendizagem da leitura e da escrita foi significativamente apresentada pelas características destacadas por Mitjáns Martínez, bem como pela relação lúdica da criança com sua aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Muniz, L. S., & Martínez, A. M. (2015). A expressão da criatividade na aprendizagem da leitura e da escrita: um estudo de caso . Educação E Pesquisa, 41(4), 1039-1054. https://doi.org/10.1590/s1517-97022015041888

Edição

Seção

Artigos