Os jovens desafiam a comunidade: entre a esperança e a estigmatizaçãoI

Autores

  • S. Nombuso Dlamini York University

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1517-9702201508144902

Resumo

Este artigo apresenta conclusões resultantes de dois projetos de pesquisa: Assets Coming Together for Youth (ACT for Youth) [Reunindo os valores e recursos dos jovens]; e Engaging Girls, Changing Communities (EGCC) [Envolvendo as jovens, e transformando as comunidades]. O ACT for Youth consiste num projeto universitário de pesquisa colaborativa cuja finalidade é compreender as perspectivas dos jovens em relação ao bem-estar, e estimular o desenvolvimento positivo da juventude na comunidade de Jane-Finch, uma região historicamente estigmatizada, situada no noroeste de Toronto, no Canadá. O projeto EGCC examinou o modo pelo qual as jovens se envolvem em atividades cívicas e de liderança, em novos meios urbanos; além disso, tentou identificar, em particular, aspectos que estimulam a participação comunitária das jovens, bem como os obstáculos com os quais elas se deparam em tal participação. Ademais, estes projetos são a demonstração de que métodos inovadores de participação dos jovens nos permitem uma melhor compreensão sobre a vida deles, a partir do conhecimento de suas perspectivas e habilidades. Este artigo baseia-se em dados coletados pelos jovens, e examina de que modo as narrativas sobre violência e bem-estar criam, problematizam e desestruturam conceitos como a criminalidade e a desesperança juvenis. Os dados também ilustram a maneira como os jovens são capazes de envolver-se com iniciativas voltadas a questões da comunidade. Além disso, o artigo oferece reflexões metodológicas sobre a importância de envolver os jovens em pesquisas, além de ideias sobre como estas iniciativas podem promover ou impedir a produção de um capital social na forma de vínculos [bonding social capital].

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Dlamini, S. N. (2015). Os jovens desafiam a comunidade: entre a esperança e a estigmatizaçãoI . Educação E Pesquisa, 41(spe), 1229-1255. https://doi.org/10.1590/S1517-9702201508144902

Edição

Seção

Importantes correntes de pesquisa etnográfica sobre educação: maiorias, minorias e migrações através das Américas