Transnacionalismo, juventude rural e a busca de reconhecimento

Autores

  • Maria Zenaide Alves Universidade Federal de Goiás
  • Juarez Tarcísio Dayrell Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1517-9702201508143396

Resumo

Este texto trata de uma parcela da juventude brasileira contemporânea que tem vivenciado singularidades no processo de transição para a vida adulta ocasionadas pelas migrações internacionais. São jovens moradores de um município rural marcado pelo transnacionalismo. Nosso objetivo é problematizar a condição juvenil nesse contexto, buscando evidenciar os elementos empíricos do transnacionalismo e sua influência na vida dos jovens, na transição para a vida adulta e na busca de reconhecimento. Os dados utilizados na análise são resultados de um estudo com jovens de famílias transnacionais, aqui identificados como filhos da migração. O estudo foi desenvolvido entre 2009 e 2013 por meio de uma etnografia, utilizando como principais formas de coleta de dados a observação direta e participante. A pesquisa de campo foi desenvolvida durante oito meses, em um município rural da região mineira de Governador Valadares, quando também foram aplicados questionários e entrevistas individuais e coletivas. Os resultados apresentados neste artigo evidenciam: as principais características do transnacionalismo nesse local de origem das migrações internacionais; aspectos da condição juvenil, das famílias transnacionais, da transição para a vida adulta e a busca dos jovens por ser alguém na vida, compreendida como expressão da busca por reconhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Alves, M. Z., & Dayrell, J. T. (2015). Transnacionalismo, juventude rural e a busca de reconhecimento . Educação E Pesquisa, 41(spe), 1455-1471. https://doi.org/10.1590/S1517-9702201508143396

Edição

Seção

Dossiê - A escola: entre o reconhecimento, o mérito e a excelência