Individualização e processos de construção identitária na contemporaneidade: a perspectiva de François de Singly

Autores

  • Teresa Cristina Rego Universidade de São Paulo; Faculdade de Educação
  • José Geraldo Vinci de Moraes Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.1590/s1517-97022017430200201

Palavras-chave:

Processos de individualização, Construção identitária, Sociedade contemporânea, Vínculo social, Sociologia do indivíduo relacional

Resumo

O texto apresenta as reflexões de François de Singly, considerado hoje uma das figuras mais influentes da sociologia francesa, professor de sociologia da Faculté des Sciences Humaines et Sociales – Sorbonne da Université Paris Descartes (França) e também pesquisador do Cerlis (Centre de Recherche sur les Liens Sociaux), ligado ao CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique). A solidez da argumentação de Singly, a criatividade e consistência de suas análises, a amplitude das referências bibliográficas em que se apoia, o rigor de seu trabalho empírico e, sobretudo, a atualidade dos problemas que enfrenta, representam uma criativa interlocução com todos aqueles interessados em compreender a particularidade dos processos de formação do indivíduo contemporâneo inserido num contexto híbrido de múltiplas referências identitárias. Sua busca por construir um referencial teórico e analítico capaz de integrar as dimensões micro e macrossociológicas é, sem dúvida, notável, já que pode significar um apoio efetivo para o debate contemporâneo de temas candentes nas ciências humanas e sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-04-01

Como Citar

Rego, T. C., & Moraes, J. G. V. de. (2017). Individualização e processos de construção identitária na contemporaneidade: a perspectiva de François de Singly. Educação E Pesquisa, 43(2), 585-617. https://doi.org/10.1590/s1517-97022017430200201

Edição

Seção

Entrevista