A produção acadêmica de mulheres professoras no campo do saber teológico: sujeição ou subjetivação ética?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147223075%20

Palavras-chave:

Docência feminina, Ensino superior, Práticas acadêmicas, Subjetivação ética

Resumo

A presença da docência feminina no ensino superior é uma conquista recente que foi se consolidando em meio a desafios, sobretudo, nos campos de saberes que se estruturaram como lugares exclusivamente masculinos, como é o caso da teologia. Nesse lugar, as mulheres precisaram produzir estratégias políticas, por meio de práticas situadas, para se afirmarem sujeitos de saber, superando barreiras de gênero da ordem simbólica masculina. Nesse sentido, este trabalho busca analisar as práticas acadêmicas das docentes, especificamente, as de orientação de trabalhos acadêmicos e as de publicação, evidenciando quais os sentidos produzidos para o processo de subjetivação ética ou de agenciamento de si. O estudo é baseado em narrativas de quatorze docentes, que atuavam em três instituições católicas, cujos conteúdos são analisados a partir dos pressupostos teóricos do feminismo e dos estudos de gênero, na perspectiva pós-estruturalista, nas definições que envolvem as relações de poder e seus efeitos, e os processos de resistência e de subjetivação ética. Resultados apontam que a ação acadêmica das docentes produz um efeito de contramemória a um modelo de feminino da ordem simbólica masculina. Para isso, elas interagem com as dinâmicas de poder existentes, neutralizando os feitos de um saber globalizante, como estratégia política de subjetivação ou agenciamento ético de si.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neiva Furlin, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Neiva Furlin é doutora em sociologia pela Universidade Federal do Paraná (2014), com estágio no Centro de Investigações Interdisciplinares em Ciências e Humanidades, da Universidade Nacional Autónoma de México (2012). Pós-doutora pela Universidade Estadual de Maringá (2018). Atualmente é professora e pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade do Oeste de Santa Catarina, Brasil.

Downloads

Publicado

2021-06-14

Como Citar

Furlin, N. . (2021). A produção acadêmica de mulheres professoras no campo do saber teológico: sujeição ou subjetivação ética?. Educação E Pesquisa, 47, 1-20. https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147223075

Edição

Seção

Artigos