Resiliência pedagógica: escolas ribeirinhas frente às variações de seca e cheia do Rio Amazonas

Autores

  • Danielle Golvim da Silva Alencar Universidade Federal do Amazonas
  • Francimara Souza da Costa Universidade Federal do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147230347

Palavras-chave:

Resiliência, Amazônia, Escolas ribeirinhas

Resumo

Resiliência pedagógica pode ser compreendida como uma estratégia que viabiliza de maneira prática e qualitativa a adaptação do professor às situações adversas que surgem em seu ambiente de ensino, principalmente em realidades educacionais não convencionais, como aquelas vivenciadas por escolas localizadas nas margens dos rios da Amazônia. Este estudo objetivou analisar o processo de resiliência pedagógica de professores de uma escola ribeirinha localizada no município de Careiro da Várzea, Estado do Amazonas, considerando três fatores básicos: a formação do professor, o currículo escolar e as práticas educacionais realizadas. Para a realização da pesquisa foi utilizada a abordagem qualitativa e os dados foram coletados por meio de análise documental, pesquisa bibliográfica e entrevistas com professores e gestora da escola. Os resultados demonstram que o currículo escolar possui estrutura semelhante ao currículo de escolas urbanas, mas os professores tentam adaptá-lo à sua realidade, ainda que de forma parcial. Foi observada a ausência de uma formação específica para atuação dos professores na educação ribeirinha e a necessidade de um processo de adaptação constante das práticas educativas, de acordo com a sazonalidade de seca e cheia do Rio Amazonas. Tais necessidades resultam em reelaborações curriculares e de planejamentos, mudanças sazonais de estratégias de aulas e criação de práticas, além da necessidade de adaptação do ambiente escolar à falta de material e de infraestrutura adequada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2021-08-16

Como Citar

Alencar, D. G. da S. ., & Costa, F. S. da . (2021). Resiliência pedagógica: escolas ribeirinhas frente às variações de seca e cheia do Rio Amazonas. Educação E Pesquisa, 47, 1-18. https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147230347

Edição

Seção

Artigos