Educação, escola e matemática escolar: sentidos dos professores de matemática da educação básica

Autores

  • Elenilton Vieira Godoy Universidade Federal do Paraná
  • Fabio Gerab Centro Universitário FEI
  • Vinício de Macedo Santos Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147228971%20

Palavras-chave:

Formação do professor de matemática, Estudos curriculares, Saberes escolares, Matemática escolar

Resumo

A formação inicial do professor de matemática tem sido objeto de discussão nas esferas governamentais e nas Sociedades Brasileiras de Educação Matemática e de Matemática. Por consequência disso, percebe-se avanços em alguns pontos críticos, dentre os quais destaca-se – o excesso de matemática acadêmica desarticulada da matemática escolar; e – a aproximação das tendências teórico-metodológicas da educação matemática com a organização curricular dos cursos de licenciatura em matemática. Todavia, ainda estão ausentes as conversas envolvendo as distintas e variadas dimensões que interferem no processo de ensino e aprendizagem da matemática escolar; e as diferentes teorias do currículo. Em virtude disso, a neutralidade do conhecimento matemático e a excessiva preocupação com a dimensão normativa do currículo continuam sendo protagonistas na formação inicial do professor de matemática. Neste sentido, o presente artigo teve como objetivo investigar aspectos relacionados à percepção e entendimento de professores da disciplina de matemática na educação básica, acerca das disciplinas escolares, da escola, da educação escolar e do ser professor de matemática. Metodologicamente, incluiu-se numa abordagem quali-quantitativa de pesquisa, na qual, para alcançar os objetivos do projeto, realizou-se junto aos professores de matemática da rede pública do estado de São Paulo uma pesquisa de campo, por meio de questionário disponibilizado no “ google docs ”. Teoricamente, fundamentou-se em estudos sobre teorias do currículo. Mostrou-se tangível que os professores colaboradores ainda estão muito presos à dimensão normativa do currículo, priorizando sempre o que ensinar, como ensinar e como avaliar, sem se preocuparem com outras dimensões (cultural, social, política) que interferem na organização curricular da matemática escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-08-23

Como Citar

Godoy, E. V. ., Gerab, F. ., & Santos, V. de M. . (2021). Educação, escola e matemática escolar: sentidos dos professores de matemática da educação básica. Educação E Pesquisa, 47, e228971. https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147228971

Edição

Seção

Artigos