O papel da incerteza no planejamento de sistemas de educação a distância

Autores

  • Marianne Kogut Eliasquevici Universidade Federal do Pará
  • Arnaldo Corrêa Prado Junior Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1517-97022008000200007

Palavras-chave:

Educação a distância, Planejamento, Gerenciamento de incerteza

Resumo

A tarefa de projetar um sistema de educação a distância (SEAD) é um processo complexo devido ao número de componentes envolvidos, às diferentes visões e abordagens quanto à sua eficácia, aos valores em disputa, aos interesses em jogo e às decisões urgentes. Este trabalho, partindo da experiência constante de livros e artigos dos autores, faz um recorte na tese de doutoramento de um deles a fim de descrever a importância da análise de incertezas em programas de educação a distância, o que se acredita levar à redução da probabilidade de ocorrência de eventos indesejáveis e/ou inesperados em várias situações caracterizadas por ambientes complexos. Descreve-se a trajetória da incerteza na perspectiva da ciência e apresenta-se um referencial teórico para dar suporte à temática do planejamento de SEADs. São citadas, também, as formas como as incertezas podem incidir nos processos decisórios e de implantação de SEADs, tomando por base uma pesquisa realizada no estado do Pará. Estratégias foram especificadas na perspectiva de melhorar a articulação entre as iniciativas das diversas áreas, de modo a potencializar a participação dos diferentes atores e reforçar o papel da educação a distância como política pública para a inclusão social. Nas considerações finais, reforça-se a adaptabilidade da investigação para outras situações. O trabalho pretende ser uma contribuição na indicação de diretrizes estratégicas para subsidiar a implantação de SEADs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-08-01

Como Citar

Eliasquevici, M. K., & Prado Junior, A. C. (2008). O papel da incerteza no planejamento de sistemas de educação a distância . Educação E Pesquisa, 34(2), 309-325. https://doi.org/10.1590/S1517-97022008000200007

Edição

Seção

Artigos