Indicadores de estresse e coping no contexto da educação inclusiva

Autores

  • Kelly Ambrosio Silveira Universidade Federal do Espírito Santo
  • Sônia Regina Fiorim Enumo Pontifícia Universidade Católica de Campinas
  • Renata Nascimento Pozzatto Universidade Federal do Espírito Santo
  • Kely Maria Pereira de Paula Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1517-97022014000100009

Resumo

A escola tem sido o principal meio de educação para alunos com necessidades educativas especiais (NEE), graças às políticas inclusivas. Mas as dificuldades vivenciadas na implementação de tais políticas podem contribuir para o desenvolvimento de estresse entre docentes. Tendo isso em vista, no presente artigo procurou-se identificar os estressores e os níveis de estresse docente e analisar variáveis sóciodemográficas, pessoais, do trabalho e dos alunos, de acordo com a presença de estresse. Dezenove professoras de classes de 1º, 2º e 3º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas da cidade de Vitória/ES, regentes de classes com alunos com NEE, responderam ao Inventário de Sintomas de Stress para adultos de Lipp, a um questionário com variáveis de interesse e a seis escalas de estressores e de enfrentamento (coping), especialmente traduzidas e adaptadas para o presente estudo. A grande quantidade de alunos e seus problemas comportamentais foram os estressores mais frequentes. Especificamente com relação à educação inclusiva, destacaram-se a sobrecarga de serviço e a percepção de pouca preocupação governamental em fornecer subsídios para o trabalho. Todavia, cabe ressaltar que a inclusão de alunos com NEE foi um fator menos citado, podendo não ser a variável central para o estresse, uma vez que os docentes com estresse apontaram mais frequentemente a seguinte causa: a percepção de incompreensão pública frente ao trabalho docente. A partir dessa constatação, sugerem-se intervenções para a promoção do bem-estar entre os professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-03-01

Como Citar

Silveira, K. A., Enumo, S. R. F., Pozzatto, R. N., & Paula, K. M. P. de. (2014). Indicadores de estresse e coping no contexto da educação inclusiva . Educação E Pesquisa, 40(1), 127-142. https://doi.org/10.1590/S1517-97022014000100009

Edição

Seção

Artigos