[1]
Barros, S.P. de 2016. Escravos, libertos, filhos de africanos livres, não livres, pretos, ingênuos: negros nas legislações educacionais do XIX . Educação e Pesquisa. 42, 3 (set. 2016), 591-605. DOI:https://doi.org/10.1590/S1517-9702201609141039.