A QUESTÃO DA INVENÇÃO- UMA REFLEXÃO SOBRE O CONHECIMENTO EM LEIBNIZ

Autores

  • Cristiano Bonneau Professor, Universidade Federal da Paraíb.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2016.116947

Palavras-chave:

Leibniz, Invenção, Conhecimento, Pensamento

Resumo

Leibniz é um contumaz crítico das filosofias da tradição e de seus contemporâneos. No que se refere à questão do conhecimento, existe na filosofia leibniziana uma oposição clara às gnosiologias mais influentes e determinantes de seu tempo, no caso do cartesianismo, do empirismo e até mesmo do intuicionismo espinoseano. O ecletismo de Leibniz tomou forma a partir de suas críticas, que, segundo algumas interpretações, intentavam conciliar os mais diletos pontos de vista. No entanto, o pensamento de Leibniz envereda por outros campos na questão do conhecimento, assim como o fez reconhecidamente na física, na matemática e na metafísica? Nos propomos a discutir alguns pontos desta questão demonstrando que a ideia de invenção de Leibniz constitui-se em um movimento contra a filosofia da tradição e já reflete a insatisfação do pensador acerca dos rumos tomados pelas ciências em geral no seu tempo. Tendo como base o embate contra o método geométrico, alicerçando-se sobretudo no método matemático, Leibniz estabelece um pensamento que concilia a um só tempo a luz da descoberta e o rigor da demonstração, tendo em vista poder voltar a navegar efetivamente no ‘oceano das ciências’ e em busca da felicidade humana. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-29

Como Citar

Bonneau, C. (2016). A QUESTÃO DA INVENÇÃO- UMA REFLEXÃO SOBRE O CONHECIMENTO EM LEIBNIZ. Cadernos Espinosanos, (34), 89-104. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2016.116947

Edição

Seção

Artigos