BERGSON LEITOR DE LEIBNIZ: OS POSSÍVEIS, AS TENDÊNCIAS E A INDIVIDUAÇÃO

Autores

  • Maria Fernanda Novo dos Santos Doutoranda, Universidade Estadual de Campinas.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2016.116952

Palavras-chave:

possível, substância individual, tendências, elã vital, individuação

Resumo

Partimos da perspectiva que nos convida a observar que a leitura que Bergson faz sobre Leibniz tanto nos seus cursos, quanto em Possível e o Real e em A Evolução Criadora participam da construção de um modelo de individuação no âmbito filosofia bergsoniana. No curso sobre o opúsculo De rerum natura originatione, Bergson propõe uma avaliação sobre o finalismo metafísico leibniziano a partir da noção do possível e sua relação com o princípio da harmonia pré-estabelecida. Neste artigo, pretende-se mostrar que as implicações decorrentes da leitura de Leibniz são conservadas até as proposições sobre o elã vital e as tendências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-29

Como Citar

dos Santos, M. F. N. (2016). BERGSON LEITOR DE LEIBNIZ: OS POSSÍVEIS, AS TENDÊNCIAS E A INDIVIDUAÇÃO. Cadernos Espinosanos, (34), 163-190. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2016.116952

Edição

Seção

Artigos