CIÊNCIA INTUITIVA, FILOSOFIA DA PRAXIS E POIESIS NO TRATADO TEOLÓGICO POLÍTICO

  • André Menezes Rocha Universidade de São Paulo, São Paulo
Palavras-chave: Filosofia, Política, teoria, praxis, poiesis

Resumo

Nosso propósito é investigar o sentido das afirmações de Espinosa no Tratado Político em torno da praxis e da política como ciência prática. Iniciaremos por indicar como Espinosa reformula a divisão clássica entre as ciências teóricas, práticas e poiéticas a partir de uma leitura crítica de Bacon no contexto mais amplo da gênese da filosofia moderna no século XVII. O foco inicial se encontra na dissolução da oposição abstrata entre teoria e prática. Em seguida, passamos à questão da poiesis para verificar de que maneira as artes da produção são repensadas por Espinosa a partir da nova maneira de pensar os vínculos entre teoria e prática. Dessa maneira esperamos contribuir para as investigações acerca da política de Espinosa como “ciência prática”.  

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Menezes Rocha, Universidade de São Paulo, São Paulo
Pós-doutorando, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil
Publicado
2016-12-24
Como Citar
Rocha, A. (2016). CIÊNCIA INTUITIVA, FILOSOFIA DA PRAXIS E POIESIS NO TRATADO TEOLÓGICO POLÍTICO. Cadernos Espinosanos, (35), 245-267. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2016.120389
Seção
Artigos