LINGUAGEM E POLÍTICA EM ESPINOSA

Autores

  • Rafael dos Santos Monteiro Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2017.137399

Palavras-chave:

Linguagem, Imaginação, Corpo, Mente, Afetos, Política.

Resumo

Mais próxima do corpo e da imaginação, a linguagem que pode ser deduzida da ontologia espinosana nos coloca frente ao problema das relações entre mente e corpo. Como pode uma palavra, modo da extensão, comunicar uma ideia, modo do pensamento, se nosso espírito não é uma replicação do corpo e não há expressão entre os atributos? Ao mesmo tempo Espinosa nos mostra como o desenvolvimento e permanência da língua de um povo ao longo dos tempos depende do uso da linguagem em sociedade. Desenvolvendo estes elementos, o presente artigo visa então construir uma proposta de solução para o problema da linguagem em Espinosa pelo estudo de seus textos políticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael dos Santos Monteiro, Universidade de São Paulo

Mestrando em Filosofia pela Universiadade de São Paulo

Downloads

Publicado

2017-12-28

Como Citar

Monteiro, R. dos S. (2017). LINGUAGEM E POLÍTICA EM ESPINOSA. Cadernos Espinosanos, (37), 251-272. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2017.137399

Edição

Seção

Artigos