Substância individual e relação entre alma e corpo em Leibniz

Autores

  • Sacha Zilber Kontic Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2010.89389

Palavras-chave:

Leibniz, Substância individual, Harmonia preestabelecida, Expressão, Relação entre alma e corpo.

Resumo

A questão da união entre alma e corpo se apresenta na filosofia leibniziana de um modo único para a tradição da filosofia moderna. Ao invés de tentar entender como se dá essa relação, Leibniz busca explicar porque essa relação ocorre. Através da compreensão da substância individual ou Mônada como ao mesmo tempo sujeito lógico e centro expressivo ontológico será possível compreender porque a maneira como a alma e corpo se comunicam entre si se torna uma questão de pouca ou nenhuma relevância. Através do entrelaçamento dos conceitos de harmonia preestabelecida e expressão o filósofo alemão elimina definitivamente a possibilidade de uma relação causal entre ambos e em seu lugar introduz uma relação analógica que coloca em conexão ambas as séries de predicados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sacha Zilber Kontic, Universidade de São Paulo

Graduando em Filosofia no Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2010-04-15

Como Citar

Kontic, S. Z. (2010). Substância individual e relação entre alma e corpo em Leibniz. Cadernos Espinosanos, (22), 161-171. https://doi.org/10.11606/issn.2447-9012.espinosa.2010.89389

Edição

Seção

Artigos