Actantialité et modalité dans Les Contemplations de Victor Hugo: les effets passionnels.

Autores

  • Amir Biglari Pesquisador associado ao CeReS - Centre de Recherches Sémiotiques, Université de Limoges.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2015.111027

Palavras-chave:

paixão, actancialidade, modalidade, Victor Hugo

Resumo

Fundamentado na teoria semiótica das paixões, este artigo procura esclarecer os efeitos passionais suscitados pelas relações actanciais e modais na obra Les Contemplations, de Victor Hugo. Para tanto, focaliza especificamente o desespero do locutor, sob o duplo ponto de vista dos actantes (posicionais e transformacionais) e das modalidades (simples e complexas) aí textualizados. Também são examinados os atores e seus papéis temáticos, os simulacros passionais e o sintagma do desespero. Ao avaliar assim a discursivização de um aspecto passional em V. Hugo, desejamos contribuir, em alguma medida, para um melhor conhecimento da paixão do desespero, não apenas na obra do escritor francês, mas considerada em sua generalidade. Esperamos, além disso, que este exercício analítico possa pôr à prova o valor heurístico da teoria semiótica utilizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-11

Como Citar

Biglari, A. (2015). Actantialité et modalité dans Les Contemplations de Victor Hugo: les effets passionnels. Estudos Semióticos, 11(2), 1-18. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2015.111027

Edição

Seção

Artigos