Uma leitura semiótica de “Pais e filhos”: o plano do conteúdo da canção.

  • Sonia Merith-Claras Professora efetiva da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (UNICENTRO).
Palavras-chave: semiótica, leitura, ensino

Resumo

A teoria semiótica, proposta por Algirdas Julien Greimas, de linha francesa, insere-se entre as teorias que objetivam descrever e explicar como os sentidos dos textos são produzidos. Sendo assim, diferentes estudiosos estão desenvolvendo trabalhos no intuito de aliar tal teoria ao ensino de língua portuguesa. A necessidade de se encontrar outros instrumentos teórico-metodológicos no ensino deve-se, principalmente, a indicadores como Prova Brasil e SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) os quais têm apontado para índices desfavoráveis quanto à competência de leitura dos alunos avaliados. Desta forma, nosso objetivo, neste trabalho, é sugerir, por meio da análise semiótica da letra da música Pais e Filhos, interpretada pela banda Legião Urbana, um possível encaminhamento a ser seguido na leitura do gênero em pauta. Nosso intuito, com a análise, cujo foco centra-se no nível discursivo do percurso gerativo, é destacar questões em torno da manifestação linguística. Sendo assim, a ênfase será dada às escolhas feitas pelo enunciador e a depreensão de temas, os quais são recobertos pela organização figurativa. O processo de mediação do professor na construção dos sentidos dos textos é algo essencial, por isso acreditamos que as discussões empreendidas acerca da letra da música podem auxiliar o professor a eleger assuntos a serem abordados na aula de leitura.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-11
Como Citar
Merith-Claras, S. (2015). Uma leitura semiótica de “Pais e filhos”: o plano do conteúdo da canção. Estudos Semióticos, 11(2), 40-46. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2015.111033
Seção
Artigos