Entre visada e apreensão: questões sobre corpo e discurso na obra de Jacques Fontanille

Autores

  • Edison Gomes Junior Universidade de Sâo Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2016.120534

Palavras-chave:

Semiótica do discurso, Propriocepção, Corpo

Resumo

A obra teórica de Jacques Fontanille é marcada por temas que interessam ao campo da semiótica e ainda não foram totalmente resolvidos, tais como a questão do sensível, da percepção e do corpo no enunciado, que são objetos cada vez mais abordados pelos semioticistas da escola francesa. Focalizando a questão do discurso na semiótica, Fontanille procura estabelecer um diálogo entre o inteligível e o sensível, de modo a tentar compreender como a instância do discurso projeta um corpo através da enunciação e como essa projeção pode ser percebida no enunciado, de modo que a língua estabelece diversas formas de ancoragem da “carne falante”. O corpo sensível fornece ao seu corpo inteligível a percepção de equilíbrios e desequilíbrios, continuidades e descontinuidades, euforias e disforias, que partem de categorias tímicas de se amalgamar ao mundo, e se projetar nele, buscando uma solução entre a aparência e o aparecer dos fenômenos. As sensações, sempre fugidias, são armadas pela linguagem em diferentes sentidos. A instância do discurso, ao representar o real através da linguagem, cria efeitos que são resolvidos por sensibilidades e inteligibilidades, elos sensíveis e inteligíveis, visadas e apreensões de uma instância enunciativa corporal. Nesse artigo, pretende-se fazer um pequeno resumo sobre a relação entre corpo, enunciação e sentido, levando em conta algumas das discussões propostas por Jacques Fontanille, tais como propriocepção, tomada de posição, ponto de vista, campo posicional, actantes, práxis enunciativa e forma de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edison Gomes Junior, Universidade de Sâo Paulo

Doutorando do Programa de Estudos Linguísticos e Literários em Inglês da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2016-09-14

Como Citar

Gomes Junior, E. (2016). Entre visada e apreensão: questões sobre corpo e discurso na obra de Jacques Fontanille. Estudos Semióticos, 12(1), 27-32. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2016.120534

Edição

Seção

Artigos