A formação do semioticista: experiência e paixão semióticas

Autores

  • Diana Luz Pessoa de Barros Universidade de São Paulo e Universidade Presbiteriana Mackenzie.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2017.141598

Palavras-chave:

Greimas, seminários, semiótica, Escola de Paris.

Resumo

Retomando as lembranças da experiência pessoal vivida em Paris nos seminários de Greimas e na convivência com ele, sobretudo, em dois momentos dos anos 1970, o texto menciona fatos que permitem contextualizar, de um lado, as atividades do grupo e o desenvolvimento da semiótica na França, e, de outro, a sua recepção e institucionalização em universidades da América Latina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diana Luz Pessoa de Barros, Universidade de São Paulo e Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Professora Emérita da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP) e do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). É bolsista produtividade IA do CNPq

Downloads

Publicado

2017-12-20

Como Citar

Barros, D. L. P. de. (2017). A formação do semioticista: experiência e paixão semióticas. Estudos Semióticos, 13(2), 1-5. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2017.141598