Diacronias e regimes discursivos da biografia intelectual

Autores

  • Thomas F. Broden Universidade de Purdue (EUA).

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2017.141604

Palavras-chave:

biografia intelectual, Greimas, diacronia, regimes discursivos

Resumo

Pensando a biografia intelectual, como gênero, a partir das noções de diacronia e regimes discursivos, o artigo apresenta dois modelos diacrônicos clássicos para dar conta de uma transformação científica capital da trajetória de Greimas. Três categorias de enunciados que devem, pois, ser consultados e expostos são, então, identificadas – as pesquisas do cientista, os documentos de caráter arquivista e os testemunhos pessoais de natureza (auto)biográfica – para mostrar que cada uma delas, ao implementar uma prática enunciativa distinta que constrói suas próprias unidades e realiza um tipo discursivo diferente, permite obter, através do cruzamento dos resultados obtidos, novos fatos diacrônicos. A título de exemplos, esboça-se no texto a gênese do Dicionário de Semiótica (Greimas; Courtés, 1979) e indicação de como certas mudanças em Greimas reúnem fatores de ordem científica e biográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thomas F. Broden, Universidade de Purdue (EUA).

Professor da Universidade de Purdue, em West Lafayette, Indiana (EUA).

Downloads

Publicado

2017-12-20

Como Citar

Broden, T. F. (2017). Diacronias e regimes discursivos da biografia intelectual. Estudos Semióticos, 13(2), 28-36. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2017.141604