Entre o peixe e o xamã: processos semióticos no encontro intercultural

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.180105

Palavras-chave:

Imigração, Interculturalidade, Mestiçagem, Semiosfera

Resumo

O encontro entre culturas produzido pela imigração pode gerar diferentes tipos de reação da sociedade receptora. Dentre as possibilidades existentes, este trabalho examina dois processos desenvolvidos em diferentes momentos. O primeiro, mais recente, se refere a uma indeterminação de sentidos ligados a traduções de uma figura religiosa pertinente na cultura aimará. O segundo se liga a um processo de normalização da presença de um prato tipicamente original e incomum no Ocidente: o sashimi. Identificar o que elementos tão diferentes têm em comum é um dos objetivos deste trabalho, que discutirá os estranhamentos e as familiaridades de sentidos que o encontro entre duas culturas pode produzir. Para isso, recorremos à semiótica discursiva, em seus desdobramentos mais atuais, assim como à semiótica da cultura e a sua noção de semiosfera. Por fim, tomamos este trabalho como uma proposta inicial para começar a compreender como a interculturalidade é um espaço profícuo para se observar os encaixes e os acolhimentos de significações por culturas muitas vezes distintas e distantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Marcelo Bueno, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Docente do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), São Paulo, Brasil.

Referências

BREDA, Tadeu. Finalmente reconhecidos pela prefeitura, bolivianos de São Paulo querem mais direitos. Rede Brasil Atual, 24 de janeiro de 2014. Disponível em: https://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2014/01/finalmente-reconhecidos-pela-prefeitura-bolivianos-de-sao-paulo-querem-mais-direitos-8009/. Acesso em: 25 jan. 2014.

BUENO, Alexandre Marcelo. Espaços étnicos, práticas profanas e sagradas: o lazer dos imigrantes em São Paulo. In: OLIVEIRA, Ana Claudia de (org.). Do sensível ao inteligível: duas décadas de construção do sentido. São Paulo: OJM Casa Editorial, CPS Editora, Estação das Letras e Cores, 2014, p. 655-677.

CUCHE, Denys. A noção de cultura nas ciências sociais. Trad. Viviane Ribeiro. Bauru, SP: EDUSC, 2002.

FIORIN, José Luiz. Relações entre sistemas no interior da semiosfera. In: MACHADO, Irene (org.). Semiótica da cultura e Semiosfera. São Paulo: Annablume/FAPESP, 2007.

FONTANILLE, Jacques. Semiótica do discurso. Trad. Jean Cristtus Portela. São Paulo: Contexto, 2007.

FONTANILLE, Jacques; ZILBERBERG, Claude. Tensão e significação. Trad. Ivã Carlos Lopes, Luiz Tatit e Waldir Beividas. São Paulo: Discurso Editorial: Humanitas/FFLCH/USP, 2001.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2014.

HOUAISS. Dicionário eletrônico da língua portuguesa online. Disponível em: https://houaiss.uol.com.br/.

LANDOWSKI, Eric. Presenças do outro. Trad. Mary Amazonas Leite de Barros. São Paulo: Perspectiva, 2002.

LOTMAN, Youri. La sémiosphère. Limoges : PULIM, 1999.

MORI, Koichi. “As condições de aceitação da culinária japonesa na cidade de São Paulo - por que os brasileiros começaram a apreciar a culinária japonesa?”. Estudos Japoneses, n. 23. São Paulo, 2003. p. 7-22.

ODA, Ernani. Interpretações da “cultura japonesa” e seus reflexos no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 26, n. 75. São Paulo, 2011. p. 103-118.

SILVA, Sidney Antonio da. Virgem/Mãe/Terra: festas e tradições bolivianas na metrópole. São Paulo: Hucitec/FAPESP, 2003.

TOMÉ, Pedro Ivo. Festa com feiticeiros bolivianos reúne 35 mil em São Paulo. Folha de S. Paulo, 25 de janeiro de 2014. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/01/1402878-festa-com-feiticeiros-bolivianos-reune-35-mil-em-sao-paulo.shtml. Acesso em: 25 jan. 2014.

ZILBERBERG, Claude. As condições semióticas da mestiçagem. Trad. de Ivã Carlos Lopes e Luiz Tatit. In CAÑIZAL, Eduardo Peñuela; CAETANO, Kati Eliana (org.). O olhar à deriva: mídia, significação e cultura. São Paulo: Annablume, 2004.

ZILBERBERG, Claude. Elementos de semiótica tensiva. Trad. Ivã Carlos Lopes, Luiz Tatit e Waldir Beividas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2011.

Downloads

Publicado

2021-08-13

Como Citar

Bueno, A. M. (2021). Entre o peixe e o xamã: processos semióticos no encontro intercultural. Estudos Semióticos, 17(2), 164-183. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.180105

Edição

Seção

Identidade, alteridade, fronteira