A utilização do conceito de cultura em semiótica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.182929

Palavras-chave:

Cultura, Natureza, Semiótica-objeto, Estruturalidade

Resumo

Este texto tem o objetivo de mostrar o lugar que tem a cultura na arquitetura semiótica. Começa por examinar os textos clássicos que trataram dessa noção e considera insuficientes os conceitos com que operam. Partindo do princípio de que a cultura é uma semiótica-objeto, busca na antropologia um conceito de cultura com que se possa constituí-la. Em seguida, examina as relações entre língua e cultura, observando que aquela é parte desta, mas, ao mesmo tempo, que ela dá à cultura categorias e um princípio de estruturalidade e, por isso, tem nela um papel central.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Luiz Fiorin, Universidade de São Paulo

Professor Associado (aposentado) do Departamento de Linguística da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). São Paulo, Brasil.

Referências

ABBAGNANO, Niccola. Dicionário de filosofia. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

ABREU, James de Lemos. Cultura e política: o caso do programa “VAI” em São Paulo – 2004-2008. Tese de doutorado. São Paulo: PUC-SP, 2010.

ALENCAR, José de. O guarani. 19. ed. São Paulo: Ática, 1995.

ALIGHIERI, Dante. Vita nuova. Florença: Edizioni G. Barbera, 1965.

ANDRADE, Oswald de. A utopia antropofágica: manifestos e teses. São Paulo: Globo/Secretaria do Estado da Cultura, 1990.

BERGOUNIOUX, Gabriel. Aux origines de la société linguistique de Paris. Bulletin de la Société Linguistique de Paris. Paris, t. XCI, fasc. I, 1996. p. 1-36.

CARROLL, Lewis. Aventuras de Alice. 3 ed. São Paulo: Summus, 1980.

CHARBONIER, Georges. Entretiens avec Claude Lévi-Strauss. Paris: Presses Pocket, 1969.

COLAS-BLAISE, Marion. Forme de vie et formes de vie: vers une sémiotique des cultures. Nouveaux actes sémiotiques, n. 115. Liège: Université de Liège, 2012.

EVERETT, Daniel L. Linguagem: a história da maior invenção da humanidade. São Paulo: Contexto, 2019.

FIGUEIREDO, Fidelino de. Antero. São Paulo: Gráfica da Prefeitura, 1942.

FLUSSER, Vilém. Língua e realidade. 3. ed. São Paulo: Annablume, 2007.

FONTANILLE, Jacques. Formes de vie. Liège: Presses Universitaires de Liège, 2015.

FONTANILLE, Jacques. Pratiques sémiotiques. Paris: PUF, 2008.

FONTANILLE, Jacques. Style et formes de vie. In: MAURAND, George (org.). Le style. Toulouse: Presses de l’Atelier d’Imprimerie de l’Université de Toulouse-Le-Mirail, 1994.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande e senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. São Paulo: Círculo do Livro, s. d.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

GREIMAS, Algirdas Julien. Sobre o sentido: ensaios semióticos. Petrópolis: Vozes, 1975.

GREIMAS, Algirdas Julien. Sémiotique. Dictionnaire raisonné de la théorie du languge. Paris: Hachette, 1979.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1993.

LOTMAN, Iuri M. et alii. Ensaios de semiótica soviética. Lisboa: Livros Horizonte, 1981.

LOTMAN, Iuri M. La semiosfera. I. Semiótica de la cultura y del texto. Edición de Desiderio Navarro. Madrid: Ediciones Cátedra, 1996.

MARX, Karl. Introdução à Crítica da Filosofia do Direito de Hegel. In: Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Martin Claret, 2001.

PLATÃO. Crátilo. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

RIBEIRO, Darcy. Os brasileiros. 1 - Teoria do Brasil. Petrópolis: Vozes, 1993.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral. São Paulo: Cultrix/EDUSP, 1969.

SCHLEICHER, August. La théorie de Darwin et la science du langage. In: TORT, Patrick. Évolutionisme et linguistique. Paris: Vrin, 1980.

YAGUELLO, Marina. Les mots et les femmes: essai d’approche socio-linguistique de la condition féminine. Paris: Éditions Payot, 1987.

Downloads

Publicado

2021-08-13

Como Citar

Fiorin, J. L. (2021). A utilização do conceito de cultura em semiótica. Estudos Semióticos, 17(2), 1-20. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.182929