Piafiando: a performance de "Je ne regrette rien" em algumas versões nômades pela voz de cantores brasileiros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.186341

Palavras-chave:

Canção francesa, Performance, Memória midiática

Resumo

À luz da semiótica proposta por A. J. Greimas (1983), o presente trabalho busca analisar como se deu a construção de sentido da canção “Je ne regrette rien” (Charles Dumont/ Michel Vaucaire) - último sucesso de Édith Piaf, bem como entender a compatibilidade entre texto e melodia proposto por Luiz Tatit (1996). Uma vez analisada a canção e, sendo tomadas como ponto de partida a prosódia, a persona vocal e a performance de Piaf, pretendemos estabelecer um estudo comparativo entre o modelo de canto da cantora e as versões nômades trazidas por cinco intérpretes brasileiros. Assim, valendo-nos de conceitos-chave introduzidos por Paul Zumthor, tais como os de performance, nomadismo, movência, fixação e memória (Zumthor, 1997), buscamos entender como essa canção continua ressoando na memória do público brasileiro, em diferentes gravações, adaptações e desdobramentos na paisagem sonora do país (Schafer, 2001). Apesar do silêncio em que se encontra a canção francesa no Brasil e das idiossincrasias entre as duas culturas, conclui-se que estas versões têm contribuído efetivamente para a fixação da memória da cultura musical francesa no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nancy Alves, Universidade de São Paulo

Mestra em Língua e Literatura Francesas pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil. Docente e Consultora Pedagógica da NAA Treinamento e Edições de Livros. Pesquisadora Musical, membro do Musimid.

Heloísa de Araújo Duarte Valente, Universidade Paulista

Docente do Programa de Pós-graduação e Cultura Midiática, na Universidade Paulista (UNIP), campus Indianópolis, São Paulo, SP, Brasil.

Referências

ALVES, Nancy. A França na música popular brasileira do século XX: visões e impressões de sambistas e chansonniers. Curitiba: Brasil Publishing, 2021.

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Teoria do discurso: fundamentos semióticos. São Paulo: Humanitas, 2001.

FRAGOSO, Fedro; VALENTE, Heloísa A. Duarte. Os últimos dias de Édith Piaf: de persona vocal a ícone da cultura midiática. Revista Hipótese, v.7, Itapetininga (SP), p. 1-20, fev. 2021. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1g_HXttucTvBG8KIsif-7lP1ZP6mIn3Hn/view. Acesso em: 10 mai. 2021.

GREIMAS, Algirdas Julien. Du sens II. Paris: Seuil, 1983.

HARRISSON, Alexander. Challenging de Gaulle: the O.A.S. and the counterrevolution in Algeria, 1954–1962. Boston: Boston University African Studies Center, 1990.

INSTITUTO MEMÓRIA MUSICAL Brasileira. Catálogo de canções Disponível em: www.immub.com.org. Acesso em: 1 fev. 2021.

MACHADO, Regina. A voz na canção popular brasileira: um estudo sobre a Vanguarda Paulista. Dissertação (Mestrado em Música) – Instituto de Artes da Unicamp: Campinas/SP, 2007. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285019. Acesso em: 4 out. 2021.

NOGUEIRA, Fernanda Ferreira Marcondes. Isotopia temática e figuratividade em "Eis os amantes" e "Intradução" de Augusto de Campos. Estudos Semióticos, n. 3, São Paulo, 2007. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/esse/article/view/49189. Acesso em: 21 ago. 2021.

SCHAFER, R. Murray. A afinação do mundo. Trad. Marisa Trench de Oliveira Fonterrada. São Paulo: Editora Unesp, 2001.

TATIT, Luiz. A canção: eficácia e encanto. São Paulo: Atual, 1987.

TATIT, Luiz. O cancionista: composição de canções no Brasil. São Paulo: Edusp. 1996.

THOMAZ, Suzana. Teatralidade, entre teorias e práticas: um olhar sobre a abordagem do Théâtre du Soleil Université. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, vol. 6, n. 2, pp. 309-330, maio/ago de 2016. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/presenca/article/view/61934. Acesso em: 4 out. 2021.

VALENTE, Heloísa A. Duarte. As vozes da canção na mídia. São Paulo: Via Lettera/ FAPESP, 2003.

VALENTE, Heloísa A. Duarte; COLI, Juliana M. Memória, nomadismo e a construção da personalidade vocal no bolero. In: MONTOYA, Luis Omar, DIAS, Saulo S.; VALENTE, Heloísa A. Duarte; DÍAZ, Marco Aurelio (org.). México. Corazón musical de Latinoamérica. Mérida, México: ESAY, 2018, p. 311-340. Disponível em: http://www.esay.edu.mx/wp/wp-content/uploads/2019/01/ESAY_Mexico_Corazon_Musical_de_Latinoamerica_Libro.pdf. Acesso em: 4 out. 2021.

VALENTE, Heloísa de Araújo Duarte. “Non, je ne regrette rien….”. Apontamentos sobre a memória da mídia, pelo estudo da canção. XXIX Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música, ANPPOM. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas, 2019. Disponível em: https://anppom.org.br/wp-content/uploads/2020/03/XXIX-Congresso-da-ANPPOM-Caderno-de-resumos-2019.pdf . Acesso em: 24 set. 2021.

ZILBERBERG, Claude. Elementos de semiótica tensiva. Trad. Ivã Carlos Lopes et al. Cotia: Ateliê, 2011.

ZUMTHOR, Paul. Introdução à poesia oral. São Paulo: Hucitec/Educ, 1997.

ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção e leitura. Trad. Jerusa Pires Ferreira, Suely Fenerich São Paulo: Educ, 2000.

Referências audiovisuais

BETHÂNIA, Maria, 2015. Abraçar e Agradecer: show gravado ao vivo no Teatro HSBC em 14 mar. 2015. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=FCEzSdQIU7M>. Acesso em: 20 abr. 2021.

CATTO, Felipe, 2010. Festival de Inverno, gravado no Teatro Renascença, 31 jul. 2010. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Wk0AS7zkO94. Acesso em: 20 abr. 2021.

DAHAN, Olivier. Piaf, um hino ao amor (La Môme). Paris, 2007. DVD.

D'ORVES, Nicolas d'Estienne, 2016. “L’histoire de la Vie en Rose”. In: Le Figaro, 10 dez. 2016. Disponível em: https://www.lefigaro.fr/musique/2016/10/10/03006-20161010ARTFIG00234-l-histoire-secrete-de-la-vie-en-rose-d-edith-piaf.php. Acesso em: 2 jan. 2021.

ELLER, Cássia, 2001. Acústico MTV; gravado em 15 jan. 2001. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nw-F58hKfVw&list=RDnw-F58hKfVw&start_radio=1. Acesso em: 20 abr. 2021.

FERREIRA, Bibi, 2014. Histórias e Canções. Gravado no Teatro Frei Caneca em 1º. jun. 2014. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=2eWX2NXxYic&list=RDgVD0A5kD_zs&index=3 Acesso em: 20 abr. 2021.

MERCREDI 18 OCTOBRE SACRÉE SOIRÉE, 1989. TF 1, 20 h 45 Désireless et Patricia Kaas, des voix pour l'Europe. In: Le Monde, 15 out 1989 Disponível em: www.lemonde.fr/archives/article/1989/10/15/mercredi-18-octobre-sacree-soiree-tf-1-20-h-45-desireless-et-patricia-kaas-des-voix-pour-l-europe_4133508_1819218.html. Acesso em: 2 jan. 2021.

PICHON, Philippe, s/d. Os últimos dias de um ícone: Édith Piaf. Arquivo: Institut National de l’Audiovisuel (INA), veiculado pelo canal a cabo GNT, s/d. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=NPajmk5oCUM&t=213s. Acesso em: 20 abr. 2021.

SABATELLA, Letícia. Prêmio Cesgranrio 2019, gravado em 21 jan. 2019 no Copacabana Palace. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=NnjwJBDQE5I. Acesso em: 20 abr. 2021.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Alves, N., & Valente, H. de A. D. (2021). Piafiando: a performance de "Je ne regrette rien" em algumas versões nômades pela voz de cantores brasileiros. Estudos Semióticos, 17(3), 150-175. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.186341

Dados de financiamento