Estados de alma, efeitos tensivos e modos de compatibilização entre melodia e letra em três canções de Chico Buarque

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.186378

Palavras-chave:

Tensividade, Canção, Figurativização, Tematização, Passionalização

Resumo

Este artigo examina, sob o prisma da semiótica da canção de Luiz Tatit (1994; 1996; 1997), a letra e a melodia de três canções de Chico Buarque de Holanda: “Com açúcar, com afeto”, “Cotidiano” e “Sem açúcar”, para demonstrar que o analista de canções deve não apenas devotar atenção à presença recessiva ou dominante dos processos de compatibilização melódicos na canção, mas deve também atentar para os efeitos tensivos que vão se estabelecendo ao longo da canção a partir da co-presença dos três modos de integração, que ora atuam como elemento intenso, ora como elemento extenso, num ajustamento globalizante in/extenso que dará feição ao projeto enunciativo do cancionista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Américo Bezerra Saraiva, Universidade Federal do Ceará

Professor do Departamento de Letras Vernáculas e do Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE, Brasil.

Ricardo Lopes Leite, Universidade Federal do Ceará

Professor do Departamento de Letras Vernáculas e do Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE, Brasil.

Referências

CHEDIAK, Almir. Chico Buarque. Songbook. V.1. Rio de Janeiro: Lumiar, 1999a.

CHEDIAK, Almir. Chico Buarque. Songbook. V.4. Rio de Janeiro: Lumiar, 1999b.

DIETRICH, Peter. Viola, meu bem: o arranjo na construção do sentido da canção. Cadernos de Semiótica Aplicada, v. 2, n. 1, ago. 2004. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/casa/article/view/634. Acesso em: 4 out. 2021.

HJELMSLEV, Louis. Prolegômenos a uma teoria da linguagem. Trad. J. Teixeira Coelho Netto. São Paulo: Perspectiva, 1974.

TATIT, Luiz. Semiótica da canção: melodia e letra. São Paulo: Escuta, 1994.

TATIT, Luiz. O cancionista: composição de canções no Brasil. São Paulo: EDUSP, 1996.

TATIT, Luiz. Musicando a semiótica. São Paulo: Annablume, 1997.

TATIT, Luiz A abordagem do texto. In: FIORIN, José Luiz (org.). Introdução à linguística, v.1. São Paulo: Contexto, 2002.

TATIT, Luiz; LOPES, Ivã Carlos. Elos de melodia e letra: análise semiótica de seis canções. Cotia: Ateliê, 2008.

ZILBERBERG, Claude. Razão e poética do sentido. Trad. Ivã Carlos Lopes et al. São Paulo: Edusp, 2006.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Saraiva, J. A. B., & Leite, R. L. (2021). Estados de alma, efeitos tensivos e modos de compatibilização entre melodia e letra em três canções de Chico Buarque. Estudos Semióticos, 17(3), 115-130. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.186378

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2