Tradução e intermidialidade na interpretação da canção de câmara

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.186440

Palavras-chave:

Intermidialidade, Tradução intersemiótica, Canção de câmara, Semiótica da música e da poesia, Imagética musical

Resumo

Este trabalho propõe um referencial teórico e metodológico para se pensar o objeto canção, seus produtos e suas etapas de produção e recepção. Para tal, primeiramente são realizadas considerações sobre a significação musical, a partir das proposições sobre semiologia da música de J. J. Nattiez e da semiótica de C. S. Peirce. Posteriormente, são enfocados estudos sobre tradução, retirados das teorias literárias, que nos auxiliam a pensar sobre processos de interpretação, e as subcategorias de intermidialidade propostas por Irina Rajewsky, como ferramentas para análise. Ao final, foram selecionados alguns trechos de canções brasileiras de câmara para exemplificar as resultantes da transposição e da combinação de textos literários e musicais. Conclui-se que a percepção do objeto canção a partir de múltiplos pontos de vista nos possibilita apreender, de maneira mais efetiva, seus possíveis significados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mônica Pedrosa de Pádua, Universidade Federal de Minas Gerais

Docente do Curso de Música e do Programa de Pós-graduação em Música na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), campus Pampulha, MG, Brasil.

Referências

ALMEIDA, Alexandre Zamith. Por uma visão de música como performance. Opus, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 63-76, 2011.

BENJAMIN, Walter. A tarefa do tradutor. Tradução de Karlheinz Barck. Cadernos do Mestrado-UERJ, Rio de Janeiro, n. 1, p. I-XXII, 1992.

BOSI, Alfredo. O ser e o tempo da poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

CAMPOS, Haroldo de. Para além do princípio da saudade: a teoria benjaminiana da tradução. Folhetim. São Paulo, p. 6-8, 9 fev. 1984.

CAMPOS, Haroldo de. Paul Valéry e a poética da tradução. Folha de S. Paulo, 27 jan. 1985.

CHAGAS, Paulo C. Notas do autor. Riverside, EUA: texto inédito, 2017.

CLÜVER, Claus. Inter textus / Inter artes / Inter media. Aletria. Belo Horizonte, UFMG, Poslit, jul-dez. 2006.

COOK, Nicholas. Entre o processo e o produto: música e/enquanto performance. Tradução de Fausto Borém. In: Per Musi, n.14. Belo Horizonte, 2006. p. 5-22.

COOK, Nicholas. Beyond the score: music as performance. Nova York: Oxford University Press, 2013.

COTA, Luísa Vogt; PÁDUA, Mônica Pedrosa de. A canção “Toada” de Radamés Gnattali e Alberto Ribeiro: reflexões sobre identidade nacional. In: BORÉM, Fausto; CASTRO, Luciana Monteiro de (org.). Diálogos musicais na pós-graduação: práticas de performance. N. 4. Belo Horizonte: UFMG, Selo Minas de Som, 2019, p. 328-353.

DAMÁSIO, António. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

ECO, Humberto. Quase a mesma coisa: experiências de tradução. Rio de Janeiro: Record, 2007.

ELLËSTROM, Lars. Um modelo de comunicação centralizado na mídia. In: Midialidade: ensaios sobre comunicação, semiótica e intermidialidade. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2017, p. 15-48.

FERNÁNDEZ, Oscar Lorenzo. “Berceuse da onda que leva o pequenino náufrago”, Op. 57. Milão: Ricordi, s.d. 1 partitura. Canto e piano.

HOEK, Leo H. La transposition intersémiotique: pour une classification pragmatique. In. HOEK, Leo H., MEERHOFF, Kees (org.). Rhétorique et image: textes en hommage à Á. Kibédi Varga. Amsterdã: Rodopi, 1995.

LIMA, Cecília Nazaré de; PÁDUA, Mônica Pedrosa de. Relações entre poesia e música em canções de Francisco Braga. Anais da XII SEVFALE, Belo Horizonte, UFMG, 2015.

NATTIEZ, Jean-Jacques. O modelo tripartite de semiologia musical: o exemplo de La Cathédrale Engloutie de Debussy. Tradução de Luiz Paulo Sampaio. In: Debates, v. 6. Rio de Janeiro: Centro de Letras e Artes da UNIRIO, 2002.

NATTIEZ, Jean-Jacques. Etnomusicologia e significações musicais. Tradução de Silvana Zilli Bomskov. In: Per Musi, n. 10. Belo Horizonte, 2004. p. 5-30.

PÁDUA, Mônica Pedrosa de. Imagens de brasilidade nas canções de câmara de Lorenzo Fernandez: uma abordagem semiológica das articulações entre música e poesia. Tese (Doutorado em Literatura Comparada) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

PÁDUA, Mônica Pedrosa de. The perception of Art songs through image: a semiotic approach. In: MAEDER, C.; REYBROUCK, M. (org.). Music, Analysis, Experience: new perspectives in musical semiotics. Louvain: Leuven University Press, 2015, p. 235-237.

PAZ, Octavio. Traducción: literatura y literalidad. Barcelona: Tusquets, 1981.

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica. Tradução de José Teixeira Coelho Neto. São Paulo: Perspectiva, 2005.

PERES, Caroline dos Santos; PÁDUA, Mônica Pedrosa de. “A estrela” de Frederico Richter e Manuel Bandeira: análise musical e aspectos interpretativos de uma canção dodecafônica. In: BORÉM, Fausto; CASTRO, Luciana Monteiro de (org.). Diálogos musicais na pós-graduação: práticas de performance. N. 4. Belo Horizonte: UFMG, Selo Minas de Som, 2019, p. 211-227.

PLAZA, Júlio. Tradução intersemiótica. São Paulo: Perspectiva, 1987.

RAJEWSKY, Irina O. Intermidialidade, intertextualidade e “remediação”: uma perspectiva literária sobre a intermidialidade. Tradução de Thaïs Flores N. Diniz e Eliana L. Reis. In: DINIZ, Thaïs (org.). Intermidialidade e estudos interartes. v. 1. Belo Horizonte: UFMG, 2012, p. 13-43.

ZUMTHOR, Paul. Introdução à poesia oral. São Paulo: Hucitec, 1997.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Pádua, M. P. de. (2021). Tradução e intermidialidade na interpretação da canção de câmara. Estudos Semióticos, 17(3), 83-103. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2021.186440

Edição

Seção

Teoria, epistemologia e metodologia