O percurso da resignação: leitura semiótica de “Fenomenologia da resignação”, de José Paulo Paes

Autores

  • Carolina Tomasi Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2011.35245

Palavras-chave:

enunciação, modalização, paixão

Resumo

Este artigo tem como objetivo uma leitura semiótica do poema “Fenomenologia da resignação”, de José Paulo Paes. O texto está dividido em três partes. Na primeira parte, abordamos, no nível discursivo, a enunciação e as isotopias; na segunda, tratamos do percurso do eu e, na terceira, examinamos a modalização e a paixão, bem como o ser e o parecer. Finalmente, apresentamos uma breve conclusão, salientando aspectos fenomenológicos da percepção que vão da exclusão à participação. Este artigo focaliza o percurso da resignação, que vai da subjetividade à alteridade. Para essa leitura, utilizamos alguns dos recursos que a semiótica de linha francesa nos proporciona. Preferimos optar pela palavra “leitura” a “análise” por configurar-se esta última um objeto de estudo mais extenso. Para Hjelmslev (1975, p. 27), as análises levam em conta a exaustividade, tarefa mais apropriada para uma investigação aprofundada, o que não configuraria o escopo deste artigo. Com base na leitura do poema de José Paulo Paes, e verificamos como esse texto poético é dado como um objeto semiótico (Greimas; Courtés, 1989, p. 313). Ao tratar da resignação, o sujeito percebe que os acontecimentos têm um percurso, cujo continuum compreende tonicidades e atonicidades, paradas e continuações, apogeu e declínio, como diz Mário de Andrade (1987, p. 71) em “Prefácio Interessantíssimo” de Pauliceia desvairada: “As decadências não vêm depois dos apogeus. O apogeu já é decadência, porque sendo estagnação não pode conter em si um progresso, uma evolução ascensional.” O sujeito resignado seria, pois, aquele que tem o “saber” de que os acontecimentos, ao atingirem o apogeu da tonicidade, não podem ir além desse “mais mais”, iniciando-se, em seguida, o percurso do “menos mais” em direção à atonicidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-19

Como Citar

Tomasi, C. (2011). O percurso da resignação: leitura semiótica de “Fenomenologia da resignação”, de José Paulo Paes. Estudos Semióticos, 7(2), 8-15. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2011.35245

Edição

Seção

Artigos