Manipulação em Cristo (ou humor ungido?): uma análise semiótica do fenômeno “Cleycianne”

Autores

  • Marcelo Santos Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Patrícia Margarida Farias Coelho Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2011.35253

Palavras-chave:

semiótica discursiva, semiótica aplicada, comunicação digital, blog

Resumo

Neste artigo, guiados pela semiótica de extração discursiva, apresentamos uma análise do blog www.cleycianne.com. Lançado em julho de 2009, o site, rapidamente convertido em um fenômeno da internet, é hoje acessado diariamente por milhares de pessoas. Enquanto alguns internautas reagem com humor aos comentários da blogueira evangélica, “modelo fotográfica e linda” que assina a página, outros revoltam-se com a sua visão “preconceituosa” da realidade, em tese amparada por valores cristãos. Isso acontece, conforme demonstramos, em função da existência de uma nebulosa fronteira entre ficção e efeito de sentido de verdade nos textos veiculados pelo blog. Apesar de ter sido divulgado em jornais, revistas e programas de televisão que o site de “Cleycianne” é elaborado por um homem, isto é, que a blogueira é um personagem, o fato não é claramente explicitado textualmente. Em função disso, o que para alguns é piada ou ironia, para outros transfigura-se no real. Tomando por corpus as postagens realizadas durante maio de 2010, procuramos, numa escala macro, extrair a partir do destaque de alguns elementos, o percurso gerativo de sentido, inter-relacionando-o, amparados pelo semissimbolismo, aos elementos plásticos encontrados. Longe de simplórias, as relações entre conteúdo e expressão revelaram-se de extrema complexidade, abrindo a possibilidade para a existência simultânea de dois programas narrativos distintos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-19

Como Citar

Santos, M., & Coelho, P. M. F. (2011). Manipulação em Cristo (ou humor ungido?): uma análise semiótica do fenômeno “Cleycianne”. Estudos Semióticos, 7(2), 79-93. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2011.35253

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)