Considerações epistemológicas sobre a semiótica greimasiana

Autores

  • Adail Sobral Universidade Católica de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2009.49234

Palavras-chave:

epistemologia, fenomenologia, Hjelmslev

Resumo

Este trabalho pretende fazer uma breve análise epistemológica do "projeto científico" de Greimas a partir do percurso que vai de sua “aparência” à sua “imanência”, ou seja, ao modus operandi de sua semiótica, com o objetivo último de verificar a produtividade da alternativa greimasiana de apreensão dos processos de produção de sentido. Com esse fim, descreve de que maneira Greimas articulou os dois pilares de suas teorias, uma teoria linguística que tem em Hjelmslev uma de suas bases e uma teoria filosófica que se baseia numa leitura específica da fenomenologia de Husserl por meio da reinterpretação que esta recebe de Merleau-Ponty. A partir da definição do método científico da semiótica greimasiana e da exploração das relações entre Hjelmslev e a fenomenologia husserliana, examina algumas relações específicas entre Hjelmslev e Husserl estabelecidas por Greimas, chegando assim às bases da proposição da semiótica greimasiana mediante a consideração de seu discurso fundador e de outras obras que lhe serviram de apoio no desenvolvimento de sua teoria. Por fim, explicita alguns outros momentos relevantes do percurso de Greimas, a fim de demonstrar que certas alterações por que passou seu projeto não alteraram a “fidelidade” aos princípios primeiros e, retomando os vários elementos arrolados, fazer uma avaliação da semiótica greimasiana de uma perspectiva discursiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-07

Como Citar

Sobral, A. (2009). Considerações epistemológicas sobre a semiótica greimasiana. Estudos Semióticos, 5(1), 63-74. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2009.49234

Edição

Seção

Artigos