Sobre a teoria do valor em Saussure, Marx e Lacan

Autores

  • Maurício José d’Escragnolle Cardoso Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Departamento de Linguística

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2010.49253

Palavras-chave:

teoria do valor, Saussure, Marx, Lacan

Resumo

Este artigo reproduz a comunicação feita durante o III Seminário de Semiótica na USP, em outubro de 2009, na qual tomamos por objeto as teorias do valor em Saussure, Marx e Lacan, com o objetivo de explicitar certas homologias existentes entre elas. Com tal objetivo, partimos da consideração de que o princípio de base que sustenta essas homologias concerne ao fato de os autores partilharem da mesma orientação epistemológica, que podemos chamar de "materialismo estrutural", caracterizada pela recusa do realismo metafísico; este último, fruto da associação entre o realismo ontológico e o convencionalismo epistemológico. É nesse sentido que propomos uma definição daquilo que consideramos ser o materialismo saussuriano, explicitado como modelo-tipo exemplar dessa orientação epistemológica materialista e a partir da qual se torna possível situar as equivalências formais das teorias da forma-valor aqui tratadas. Desse modo, pretendemos mostrar que os três autores desenvolveram – cada um, obviamente, à sua maneira e em função das exigências específicas de seus respectivos campos disciplinares – uma mesma orientação teórica materialista acerca da teoria do valor. Para tanto, buscamos demonstrar, então, que cada um dos autores citados trata do mesmo tríplice problema que consiste em: a) colocar em relevo uma teoria da forma-valor propriamente dita; b) dar conta da enigmática natureza da positividade do valor diferencial e c) propor um espaço heurístico que permita apresentar um conceito de sujeito adequado ao sistema de valores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-06-07

Como Citar

Cardoso, M. J. d’Escragnolle. (2010). Sobre a teoria do valor em Saussure, Marx e Lacan. Estudos Semióticos, 6(1), 1-9. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2010.49253

Edição

Seção

Artigos