A voz e a letra na música sacra: uma análise cancional

Autores

  • Joêzer de Souza Mendonça Universidade Estadual Paulista J. M. Filho

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2010.49274

Palavras-chave:

canção cristã, semiótica da canção, música sacra

Resumo

Neste artigo, examinamos uma composição moderna para quarteto vocal masculino – “Eu quero olhar”, de Jader Santos –, a partir do modelo teórico de Luiz Tatit de análise semiótica da canção, a fim de detectar as interações sintáxicas e as operações conceituais que atuam na compreensão da canção cristã. Boa parte dos estudos sobre a música sacra contemporânea tem analisado o seu entorno sociológico e teológico, constituindo a música gospel como objeto preferencial de pesquisas. Nosso objetivo é buscar uma compreensão dos mecanismos internos dessa música, sendo que o exemplo musical escolhido, em razão de seu grau de refinamento de letra, melodia e harmonia, estabelece um patamar distinto para a observação analítica. Não raro, deparamo-nos com análises cancionais que ressaltam somente a letra da música. No entanto, as letras de músicas podem também ser estudadas levando-se em consideração a totalidade estética, em que letra, melodia, harmonia, ritmo e arranjo interrelacionam-se como elementos musicais imprescindíveis. Ademais, o modelo teórico de análise cancional de Luiz Tatit, teoria que privilegia o estudo da compatibilidade entre letra e melodia, permite a identificação dos valores de ordem tensiva que cooperam no processo de construção do sentido de uma canção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-07

Como Citar

Mendonça, J. de S. (2010). A voz e a letra na música sacra: uma análise cancional. Estudos Semióticos, 6(2), 86-95. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2010.49274

Edição

Seção

Artigos