"Lula, filho do Brasil": de retirante da seca à presidência da República - uma história, muitos sentidos

Autores

  • Aline Torres Sousa Carvalho Universidade Federal de São João del-Rei
  • Guilherme Jorge de Rezende Universidade Federal de São João del-Rei

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2012.49510

Palavras-chave:

narrativa, roteiro, sincretismo realidade-ficção

Resumo

presente trabalho tem como proposta analisar alguns elementos do percurso narrativo no filme
“Lula, filho do Brasil”, de Fábio Barreto. O filme narra a trajetória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
desde o seu nascimento, no sertão pernambucano, até a morte de sua mãe, Dona Lindu, e termina com as
imagens reais da posse do presidente. O objetivo é mostrar como a teoria da narrativa (Greimas, 1966, 2011;
Balogh, 2002) e o roteiro dos acontecimentos midiáticos: competição, conquista e coroação (Dayan&Katz 1999)
articulam a “saga heróica” de um nordestino até a presidência do país. Tendo como metodologia a revisão de
alguns conceitos teóricos e a observação destes conceitos no filme, o trabalho também analisa outros aspectos
relevantes da comunicação midiática, tais como a estrutura da narrativa a partir do ambiente familiar (Sodré,
1977) e o sincretismo realidade e ficção (Rezende, 1997). A partir da articulação entre os fundamentos teóricos
e as reflexões resultantes da leitura do filme, verifica-se que a trajetória do ex-presidente, apresentada como
uma “saga”, é construída a partir das dificuldades pelas quais ele e sua família passaram e as quais venceram,
de modo que o personagem é representado como um herói.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-08

Como Citar

Carvalho, A. T. S., & Rezende, G. J. de. (2012). "Lula, filho do Brasil": de retirante da seca à presidência da República - uma história, muitos sentidos. Estudos Semióticos, 8(2), 40-48. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2012.49510

Edição

Seção

Artigos