Duas Helenas de Manoel Carlos: uma perspectiva semiótica do estilo.

Autores

  • Jéssica Zaiba Curuchi Graduanda em Letras, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Endereço para correspondência: jessica.zaiba@hotmail.com

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2013.61240

Palavras-chave:

semiótica, linguística, discurso, estilo, telenovela

Resumo

Resumo: Nosso artigo, com apoio na semiótica de base greimasiana, volta-se para as questões relativas à cultura de massa: novelas de TV. Pensamos na novela não apenas como um enunciado sincrético, isto é, aquele que junta o verbal, o visual, o melódico, o gestual, entre outras substâncias da linguagem; investigamos, para além da trama que “segura” o espectador na ansiedade e no suspense do final de cada capítulo, os simulacros de realidade. Buscamos mostrar, portanto, em nossa análise, como aspectos do discurso de telenovela podem caracterizar um estilo autoral. Para isso, nos utilizamos da comparação de duas novelas de Manoel Carlos — Laços de Família e Mulheres Apaixonadas — e o percurso de suas protagonistas de nome Helena. Renomado em meio àqueles de telenovela, esse autor, ao nosso ver, possui uma singularidade de estilo que nos propiciou uma análise contundente da manifestação estilística dentro do gênero discursivo telenovela. Não nos esquecemos de que um ethos estilístico se pauta, além de em reiterações isotópicas, em diferenças para com uma alteridade. Portanto, nossa pesquisa comporta, ainda, análises contrastivas pontuais com a novela Porto dos Milagres, dos autores Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares. Assim, visamos a compreensão dos aspectos característicos do gênero telenovela cotejando-os com aqueles que, por sua vez, são característicos do estilo autoral de Manoel Carlos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-18

Como Citar

Curuchi, J. Z. (2013). Duas Helenas de Manoel Carlos: uma perspectiva semiótica do estilo. Estudos Semióticos, 9(1), 125-134. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2013.61240

Edição

Seção

Gradus