A construção de identidades discursivas em textos sincréticos: <i>IstoÉ</i> x <i>Veja</i>, Dilma x Serra

Autores

  • Ricardo Lopes leite Universidade Federal do Ceará (UFC). Endereço para correspondência: rleite@ufc.br
  • Susy Anne Almeida Cabral Universidade Federal do Ceará ( UFC ). Endereço para correspondência: salmeidacabral@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2013.61242

Palavras-chave:

semiótica, textos sincréticos, identidade discursiva

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar, à luz da semiótica greimasiana, a construção de identidades discursivas dos ex-presidenciáveis Rousseff e Serra em capas das revistas semanais VEJA e IstoÉ. Por identidade discursiva compreendemos a “imagem-fim” construída dialogicamente com base nos simulacros que os textos fornecem, tanto de seu enunciador, quanto de seu enunciatário. Trata-se, portanto, de uma identidade advinda e resultante do discurso. Do ponto de vista semiótico, as capas de revista são textos sincréticos em que se manifesta um efeito enunciativo global resultante da articulação de mais de uma linguagem no plano da expressão. Visto que as capas servem como porta de entrada para a manipulação, interessa-nos investigar como, nesses textos, categorias plásticas do plano da expressão articulam-se com categorias do plano do conteúdo para simular as identidades dos candidatos. Supomos que essa articulação cria um jogo de imagens que pode revelar, nas escolhas do enunciador, a euforização ou disforização da imagem de um candidato em detrimento de outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-18

Como Citar

leite, R. L., & Cabral, S. A. A. (2013). A construção de identidades discursivas em textos sincréticos: <i>IstoÉ</i> x <i>Veja</i>, Dilma x Serra. Estudos Semióticos, 9(1), 13-20. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2013.61242

Edição

Seção

Artigos