Da imanência à transcendência: reflexões semióticas

Autores

  • Marcos Rogério Martins Costa Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Departamento de Linguística

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2014.83514

Palavras-chave:

Immanence, Transcendance, Perception, Symbole, Valeur

Resumo

Este artigo aborda uma das questões mais interessantes e talvez menos resolvidas da semiótica estrutural de linha francesa: o princípio de imanência. Por meio da discussão das propostas de Saussure (1970),
Hjelmslev (2009), Greimas (1966, 1975), Greimas e Courtés (2008), Benveniste (2005), reconstituímos, a partir de três conceitos norteadores, percepção, símbolo e valor, a pertinência e a presença do princípio de imanência no fazer científico da semiótica de linha francesa. Para confirmar e validar a presença do princípio de imanência na teoria semiótica no auge de seus desdobramentos, apresentamos e cotejamos duas propostas teóricas: de um lado, o estudo de Fontanille (2004), que propõe uma concepção de corpo nos estudos do discurso; de outro,
o estudo de Zilberberg (2011), que sustenta uma gradação do e no sentido. No estudo das duas propostas, observamos que o princípio de imanência se sustenta na epistemologia do fazer científico das duas propostas, embora elas possuam pontos teóricos bem distintos com relação à imanência metodológica. A distinção entre imanência metodológica e epistemológica é tomada da proposta de Beividas (2008): a primeira cumpre o papel de separar o que é próprio da língua(gem) e o que pertence aos outros domínios do humano; a segunda garante
que tanto o que pertence ao linguístico como o que pertence às outras áreas do conhecimento e da vivência humana compartilhem do mesmo espaço, a humanidade. Em nossas considerações finais, compreendemos
que o caminho que a semiótica francesa deve seguir é: da imanência à transcendência, posto que a imanência epistemológica e metodológica, quando bem articuladas, jogam luz sobre os fenômenos que reverberam na transcendência do sentido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-08-08

Como Citar

Costa, M. R. M. (2014). Da imanência à transcendência: reflexões semióticas. Estudos Semióticos, 10(1), 89-99. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4016.esse.2014.83514

Edição

Seção

Artigos