[1]
G. C. Bonin, “A gradação tensiva na música cênica contemporânea: estilos e pontos de vista”, Estud. Semiót., vol. 16, nº 2, p. 135-154, set. 2020.