A escrita terapêutica do autista-escritor Tito Mukhopadhyay

Autores

  • Marina Bialer Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v21i2p390-411

Palavras-chave:

psicanálise, autismo, cuerpo

Resumo

Este estudo analisa os textos de Tito Mukhopadhyay, autista-escritor, que são retratos de sua luta para se liberar do isolamento autístico, sendo abordados o espelhamento e a identificação com duplos como pilares da constituição de uma imagem do corpo próprio no autismo. A invenção da escrita de Tito retrata os efeitos terapêuticos da escrita, evidenciando sua importância enquanto importante ferramenta de (auto)tratamento no autismo, fornecendo-nos indícios das condições nas quais é possível a saída do fechamento autístico, através de suas diversas estratégias inventadas que, com uma eficácia relativa, permitem-lhe manter seus pseudópodes estendidos em direção aos outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-08-01

Como Citar

Bialer, M. (2016). A escrita terapêutica do autista-escritor Tito Mukhopadhyay. Estilos Da Clinica, 21(2), 390-411. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v21i2p390-411

Edição

Seção

Artigos