O trabalho em sala de espera como dispositivo clínico: estrutura e função no processo de acolhimento em uma clínica-escola

Autores

  • Thiago Pereira da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Roberto William Obino Araújo Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Carlos Henrique Kessler Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Departamento de Psicanálise e Psicopatologia
  • Liliane Seide Froemming Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Departamento de Psicanálise e Psicopatologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v21i3p756-771

Palavras-chave:

psicanálise, acolhimento, sala de espera, entrevistas iniciais, clínica-escola

Resumo

Fazer algo com o tempo e o espaço de um contexto de espera tem-se apresentado, em diversas áreas e locais de atuação, como importante movimento no atendimento em saúde. Este artigo apresenta um dispositivo clínico de trabalho em sala de espera desenvolvido no processo de acolhimento e início do tratamento em uma clínica-escola, denominado “entrevistas iniciais”. Sua estrutura e função são situadas a partir do campo conceitual da psicanálise, no que se destaca seu papel no acolhimento dos pacientes e enlace da transferência, na construção do caso clínico em equipe e na formação dos clínicos envolvidos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Pereira da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduando em Psicologia e membro do grupo de pesquisa “A Pesquisa Clínica em Transferência” na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Roberto William Obino Araújo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduando em Psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Carlos Henrique Kessler, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Departamento de Psicanálise e Psicopatologia

Professor do Departamento de Psicanálise e Psicopatologia e diretor da Clínica de Atendimento Psicológico da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Psicanalista membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA)

Liliane Seide Froemming, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Departamento de Psicanálise e Psicopatologia

Professora do Departamento de Psicanálise e Psicopatologia e membro da equipe da Clínica de Atendimento Psicológico da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Psicanalista membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA)

Downloads

Publicado

2016-12-17

Como Citar

Silva, T. P. da, Araújo, R. W. O., Kessler, C. H., & Froemming, L. S. (2016). O trabalho em sala de espera como dispositivo clínico: estrutura e função no processo de acolhimento em uma clínica-escola. Estilos Da Clinica, 21(3), 756-771. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v21i3p756-771

Edição

Seção

Experiência Institucional