Homoparentalidade

reflexões sobre a constituição psíquica da criança adotada

Autores

  • Camila Makálister Ribeiro
  • Lívia Rodrigues Mendes
  • Daniela Paula do Couto Universidade Federal de Minas Gerais http://orcid.org/0000-0001-5315-4087
  • Jane Moreira de Azevedo Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v22i3p522-539

Palavras-chave:

Homoparentalidade, adoção, constituição psíquica

Resumo

Trata-se de uma investigação teórica que objetivou compreender os impactos na constituição psíquica da criança adotada por um casal homoafetivo. Apresentam-se os avanços relacionados à viabilidade jurídica desse tipo de adoção e, a partir da teoria psicanalítica, destaca-se a importância das funções parentais na constituição psíquica, uma vez que são exercidas na ordem do simbólico, interligando-se ao desejo e à significação da criança e não necessariamente submetidas ao real da anatomia do par parental. As considerações finais apontam para a necessidade de uma ampla discussão sobre a família homoparental e destaca o papel do psicólogo na compreensão dessa organização familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Makálister Ribeiro

Psicóloga graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), Arcos, MG, Brasil.

Lívia Rodrigues Mendes

Psicóloga graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), Arcos, MG, Brasil.

Daniela Paula do Couto, Universidade Federal de Minas Gerais

Psicóloga. Doutoranda na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Divinópolis, MG, Brasil.

Jane Moreira de Azevedo, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Psicóloga. Mestre em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Professora da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), Betim, MG, Brasil.

Downloads

Publicado

2017-12-31

Como Citar

Ribeiro, C. M., Mendes, L. R., Couto, D. P. do, & Azevedo, J. M. de. (2017). Homoparentalidade: reflexões sobre a constituição psíquica da criança adotada. Estilos Da Clinica, 22(3), 522-539. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v22i3p522-539

Edição

Seção

Artigos