Feminilidade e a sistematização kleiniana: o corpo materno como palco da gênese psíquica

Autores

  • Marcos Leandro Klipan Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v23i3p483-502

Palavras-chave:

Psicanálise, Melanie Klein, feminilidade

Resumo

Propomos investigar o tema da feminilidade presente no livro A psicanálise de crianças de Melanie Klein. Nossa concepção é a de que essa autora invertera a lógica clássica da constituição subjetiva do mundo ocidental: a de que o falo/masculino seria o ponto de partida para as diferenciações sexuais. A noção kleiniana de feminilidade que utilizaremos como lente para nossa leitura dessa obra nos permitiria, em termos epistemológicos, compreender melhor como se fundamentou a concepção dessa autora sobre o materno e a possibilidade de suas revisões sobre o complexo de Édipo e a proposição de novos conceitos.  

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Leandro Klipan, Universidade Estadual de Maringá

Professor adjunto do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, Brasil.

Downloads

Publicado

2018-12-31

Como Citar

Klipan, M. L. (2018). Feminilidade e a sistematização kleiniana: o corpo materno como palco da gênese psíquica. Estilos Da Clinica, 23(3), 483-502. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v23i3p483-502