O higienismo moderno e a práxis do psicanalista na polis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v23i1p34-46

Palavras-chave:

psicanálise, política, discurso universitário, discurso capitalista

Resumo

A proposta do presente artigo é abordar a retomada do ideário higienista que ocorre na atualidade sob e égide do Discurso Universitário. Com o intuito de demonstrar como este empreendimento tem ocorrido nas políticas públicas voltadas à primeira infância, analisaremos o Programa “Criança Feliz” que foi formulado em 2016 pelo Governo Federal. Para tanto, discorreremos sobre a proposição dos discursos feita por Lacan, dando ênfase para o discurso Universitário - ou do mestre moderno – e Capitalista. Temos por objetivo analisar a lógica vigente e suas consequências para a práxis do psicanalista na polis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Fontana Fonseca, Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia

Psicanalista. Doutora pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Psicóloga no Serviço de Psicologia Escolar do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Docente do curso de pós-graduação da Universidade Ibirapuera e pesquisadora do Laboratório de Estudos e Pesquisas Psicanalíticas e Educacionais sobre a Infância (LEPSI)

Downloads

Publicado

2018-04-30

Como Citar

Fonseca, P. F. (2018). O higienismo moderno e a práxis do psicanalista na polis. Estilos Da Clinica, 23(1), 34-46. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v23i1p34-46