A queixa materna

Autores

  • Michèle Benhaim *Universidade da Provence em Aix-Marselha I
  • Inesita Machado *Universidade da Provence em Aix-Marselha I

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v9i16p36-49

Palavras-chave:

Ambivalência materna, Psicose, Onipotência materna

Resumo

A partir dos conceitos de onipotência e de ambivalência maternas em mães de crianças doentes, a autora pergunta-se sobre aquilo de que se queixam as mães, ilustrando as questões de perda, de castração, de desilusão e de constituição do objeto por meio de um caso clínico de psicose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2004-06-01

Como Citar

Benhaim, M., & Machado, I. (2004). A queixa materna. Estilos Da Clinica, 9(16), 36-49. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v9i16p36-49

Edição

Seção

Dossiê