Efeitos da ineficácia simbólica no corpo infantil

Autores

  • Caio César S. C. Próchono Universidade Federal de Uberlândia
  • Cristina Leles Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • João Luiz Leitão Paravidini Universidade Federal de Uberlândia; Instituto de Psicologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v15i2p400-419

Palavras-chave:

contemporaneidade, subjetividade e corpo, infância, psicanálise

Resumo

Neste trabalho pretendemos destacar as relações entre alguns fenômenos da contemporaneidade e seus efeitos no corpo infantil. Partimos da hipótese de que a lógica das relações utilitaristas, o ideal consumista e a fragilidade simbólica na atualidade contribuem tanto para a formação de sintomas no corpo da criança quanto para o fato de o corpo infantil ser tomado como objeto pelo outro. A partir da análise de um fragmento clínico, concluímos que o cenário contemporâneo facilita a existência de impasses significativos no processo de constituição dos sujeitos. Tais impasses resultam na dificuldade da passagem do gozo do corpo à linguagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Próchono, C. C. S. C., Silva, C. L., & Paravidini, J. L. L. (2010). Efeitos da ineficácia simbólica no corpo infantil. Estilos Da Clinica, 15(2), 400-419. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v15i2p400-419