Considerações psicanalíticas sobre o tratamento do outro no autismo

Autores

  • Luciana Castilho de Souza Université Paris VIII; Département de Psychanalyse

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v16i1p52-65

Palavras-chave:

objeto autístico, tratamento do Outro, autismo

Resumo

O presente artigo busca discutir os avanços teóricos de Rosine e Robert Lefort sobre a clínica do autismo sublinhando, sobretudo a formulação de uma clínica onde não há Outro mediante a apresentação de fundamentos da teoria psicanalítica de orientação lacaniana. Para tal, o estudo de componentes estruturais do autismo torna-se essencial visto que a publicação de Daniel Tammet sobre seu funcionamento subjetivo esclarece elementos fundamentais, a saber: encapsulamento, objetos autísticos, duplos e construção de uma língua própria. Enfim, uma vez que a tentativa da construção de tais componentes pelo sujeito autista opera-se, um tratamento do Outro se torna possível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Como Citar

Souza, L. C. de. (2011). Considerações psicanalíticas sobre o tratamento do outro no autismo. Estilos Da Clinica, 16(1), 52-65. https://doi.org/10.11606/issn.1981-1624.v16i1p52-65

Edição

Seção

Dossiê: Psicoses e Autismo